AMOR TAMBÉM É DOAÇÃO AOS PEQUENINOS DE DEUS

Notícia: Michelle Mariano | Publicação: 14/09/2018
Fotos:

A quem iremos Senhor? Só tu tens palavras de vida eterna” (Jo 6,68). O ser humano tem uma estadia na terra muito curta, dificultando, às vezes, imaginar o para sempre, a vida eterna, principalmente a felicidade prometida na vida eterna. Sendo assim, esse pode ser um dos motivos, de muitas vezes querermos aproveitar o aqui agora, esquecendo-nos de seguir e colocar em prática o que Deus nos pede.

Praticar os ensinamentos de Jesus e aceitar os Planos de Deus em nossas vidas é uma tarefa árdua e difícil, pois temos a dificuldade de assimilar a Palavra de Deus e pô-la em prática. Ir de encontro ao que a sociedade nos oferece e impõe, pode nos causar angustia e sofrimento, fazendo-nos ceder a essas ofertas. Porém, podemos até buscar outros caminhos, outras felicidades que são momentâneas e que podem acabar na nossa morte, mas o único que tem Palavras de Vida Eterna é Jesus Cristo. Sua Palavra permanece viva e atual há mais de dois mil anos.

Temos o costume apenas de seguir a Palavra no que é conveniente a nós, ignorar o que não conseguimos ou não concordamos. A Bíblia não é para ser mudada ou se adequar aos nossos pensamentos e desejos. Pelo contrário, somos nós que precisamos mudar nossa vida de acordo com ela. Nela encontramos respostas para nossas perguntas e soluções para nossos problemas, contudo as nossas limitações, muitas vezes, nos impede de entendê-la.

Ela nos diz que além de seguir os passos de Deus precisamos transformar a Palavra em ações, em obras e nos doarmos àqueles que precisam. Todos nós temos problemas, mas nem todos conseguem achar soluções e/ou enfrentá-los sem se desesperar, perder o controle e fraquejar na fé. Os que conseguem, geralmente aceitam os Planos de Deus para suas vidas, acreditam e confiam na felicidade prometida na vida eterna. É àquele que fraqueja, que precisamos estar disponível e servir, estando ele perto ou longe de nós, e ajudá-lo a enfrentar seus problemas e a se lançar sem medo e sem reservas nos braços de Deus.

Quando precisamos de Deus esperamos ajuda completa. E Ele não nos quer pela metade, mas por inteiro. Precisamos parar de apontar para o outro e começar a olhar para nós e internalizar que o irmão precisa de amparo, que o mundo precisa ser mudado, mas principalmente que essa mudança começa em cada um de nós. É na Bíblia, na oração e na Eucaristia que encontramos a força para permitir a ação do Espírito Santo e também transformar a nossa fé em obras. E assim, transmitir ao outro o amor de Deus por nós e o amor que sentimos por Ele.

Quando aceitamos, vivenciamos os ensinamentos de Jesus e transformamos a fé em obras, diariamente renovamos o nosso compromisso e fidelidade a Jesus. E foi com o desejo de fortalecer esse compromisso e fidelidade com o Pai, que os coordenadores do Caminhada 2015, buscaram no estudo aprofundado da Palavra e doutrina da nossa Igreja força e respaldos para partirem para a ação, e durante todo o ano volveram seus olhares, pensamentos e corações para os pequeninos de Deus.